sexta-feira, maio 20, 2011

Não precisava ser assim.


Nas idas e vindas nessa belíssima estrada que é a vida , tenho visto uma humanidade em decadência . Tenho visto rostos angustiados , corpos apressados , estresse , tristeza , solidão na multidão . Eu tenho visto máquinas e não seres humanos . 
It's sad.
Penso que o mundo "moderno" tomou de conta do homem , mais porque ? Simplesmente porque ninguém mais tem o controle de si , do coração , da mente , deixando de escrever a sua própria historia. 
[...] Não me acho melhor ou pior que ninguém , pois somos totalmente iguais . Mas sei que posso me considerar uma pessoa que tem o controle sobre si , conhece o seu "eu" , que está continuamente escrevendo sua historia . Com tudo isso e com outras coisas , aprendi a amar todo e qualquer ser humano e creio nos mesmos porque sei que todos têm capacidade suficiente para viver a vida da melhor maneira possível.


Bisous..
  Yorrana B.

quarta-feira, maio 18, 2011

Impacto

Abri os olhos.
Sinto um forte impacto, tão doloroso ,como uma punhalada no peito.
A dor não cansa.
Acreditei em tudo e agora vejo essa pessoa fraca,patética, jogada as traças.
Eu.
Insisti em ver um mundo de fantasias .
E agora eu sinto tanto...
Agora a dor é tao forte.Meus olhos não aguentam , meu coração
ja nem sequer tem sinal de vida.Eu, eu só existo.Sem corpo e sem alma , me deixaram , me deixei sem nada.
    Stop  game.

sábado, maio 07, 2011

Porque você ama todo mundo , só não à mim ?


sexta-feira, setembro 17, 2010

Obsessão


 Se eu não te ter 
Vou continuar a te querer
Com um imenso desprazer 
Por ainda querer te ter

Tu que me maguou tanto
Tirou todo o meu encanto 
Transformando tudo em pranto
Porque não me queres de verdade  nenhum tanto ?

Essa sua obsessão
Me mantem na sua mão 
Por eu ter tanto medo 
Mantenho esse segredo 
No pior lugar do meu coração

Essa mistura de ilusão e amor 
Que me deixou com tanto temor 
Me empede de me entregar a um novo amor
E o pior : você nao sente essa dor .

By: Yorrana B.

terça-feira, setembro 07, 2010

Palavras confusas.



Tonta.
Faço coisas sem pensar , vejo coisas irreais , vejo vozes , escuto cores, flores dançam,livros falam, ando de cabeça virada.Me sinto controlada , por alguma coisa mais forte que eu , mais forte que meu corpo . Não me deixa quieta , me usa ,me faz cair como Alice no buraco do país das maravilhas , me faz sentir bem ...ou mal?!Não sei. Essa rainha que faz de mim o que quer ,tantas coisas , deixa confusa.Acho que gosto, não sei .
Canso.
Já não tenho mais forças pra lutar contra meus desejos...será que são realmente meus?!
Prefiro sentar e tomar uma xícara de chá junto com minhas outras facetas que comigo conversam , mais me deixam mais confusa.Sou tudo e não sou nada .
Bati a cabeça?!Nem sei mais quem sou , essa rainha indecisa que não gosta de monotonia e me faz fugir de um mundo em que coisas anormais já são normais e essa palavra normal não agrada a minha rainha , não agrada a minha mente.
By :Yorrana B.

domingo, setembro 05, 2010

Quando a chuva passar.


 Eu já vi de tudo , ate mais do que aguento, eu já lutei contra tudo , eu fuji de tudo que era seguro.Meus pés estão cansados demais para continuar e sempre voltar para o mesmo lugar, quando a chuva passar.




By:Yorrana B.

segunda-feira, junho 14, 2010

Ela

                                       
Ela ficou triste , nao há nada o que fazer , nem tente ela nao vai ficar bem.
Ela se sente sozinha mesmo estando no meio de tantas pessoas ,  ela sente falta de uma em especial.
Ela nao consegue conter as lágrimas , agora elas caem continuamente.Ela ja se acostumou.
Ela nao consegue ver coisas boas nem nas coisas mais belas que existe.
Ela se sente perdida agora .
Só bastou o "eu volto , nao se preocupe" , pra ela perceber que aquilo era o mesmo de " adeus ".
Ela sempre foi machucada por dentro , mais agora nao conseguia esconder , pois esta machucada por fora.
Agora so restou um buraco , um buraco que agora é preenchido . Preenchido com a infeliz saudade.
E ela nao consegue disfarçar , a saudade insiste em continuar transbordando pelos olhos.